As Doenças Auto imunes e a alimentação

As Doenças Auto imunes e a alimentação

Uma doença autoimune é como uma equipa de futebol que entra em campo e marca golos na própria baliza.
Quando o nosso sistema imunológico está a funcionar bem este atua como um exército interno, que nos defende e protege. No entanto, se tivermos uma alimentação que não o estimula, não só pode perder as suas capacidades protetoras (que atacam micróbios e células tumorais) como começarem a atacar as células saudáveis.

Quando o sistema imunológico agride a pele, as articulações e os órgãos internos é sinal de que possuímos aquilo a que se chama uma doença “autoimune”. A psoríase, o lúpus, a artrite reumatoide a esclerose múltipla, doença de Crohn ou a colite ulcerosa são apenas alguns exemplos. Há cerca de 100 síndromas clínicas que se consideram doenças autoimunes.

As dietas vegetarianas e veganas têm sido referidas nas publicações médicas como eficazes no combate a doenças autoimunes. A recuperação é possível, não só por optar por uma dieta vegana, mas também se melhorar a alimentação, introduzindo alimentos ricos em micronutrientes que modulem o sistema imunológico, principalmente as crucíferas (rabanetes, rúcula, brócolos, etc.). Uma dieta rica em micronutrientes e antioxidantes é o segredo para reparar as falhas do sistema imunológico que podem causar doenças.
À medida que a compreensão dos mecanismos e causas da inflamação vai aumentando, vai-se conseguindo também compreender os fatores que criam um ambiente favorável para a recuperação e para o tratamento das doenças autoimunes. A base científica do tratamento nutritivo das doenças autoimunes reside na remoção das toxinas e dos excessos alimentares, ao mesmo tempo que se fornecem níveis elevados de fatores nutritivos que ajudam a regularizar uma resposta imunológica que funciona mal com reações excessivas aos estímulos e que não sabe quando parar.

Apesar dos magníficos resultados clínicos, da publicação de casos de estudo e de artigos em revistas médicas que documentam os resultados favoráveis das abordagens da nutrição, as autoridades de saúde e os maiores centros de investigação não demonstram interesse em estudar a importância da nutrição no tratamento das doenças autoimunes.
É difícil remar contra a maré de um status quo enraizado, que testa e utiliza os medicamentos como única opção.
Conseguir uma saúde exímia através da excelência nutricional é uma oportunidade única para uma pessoa com uma doença autoimune se tratar totalmente sem medicamentos. Fazer uma alimentação vegetariana é, em muitos casos, uma ajuda substancial. É importante não esquecer que a comida é o contacto principal que existe com o mundo exterior e que as nossas escolhas alimentares podem afetar negativa ou positivamente o sistema imunológico. Além das substâncias tóxicas que são ingeridas inadvertidamente, as proteínas de origem animal parcialmente digeridas podem ser absorvidas pelo sangue, desempenhando um papel fundamental na reação excessiva dos anticorpos e contribuindo assim para o surgimento das doenças autoimunes.

Medidas essenciais para tornar assintomática uma doença autoimune:
. Uma alimentação tendencialmente vegetariana com elevado teor de nutrientes, rica em verduras
. Saladas trituradas e/ou sumos de legumes (de folhagem verde) para aumentar a absorção de compostos de fitoquímicos importantes
. Consumo elevado de alimentos ricos em ómega 3 e ómega 7 (macadâmias, nozes, amêndoas, abacate, p.e.)
. Alimentação pré-biótica (que fomenta a produção de flora intestinal)
. Suplementação com substâncias anti-inflamatórias naturais como açafrão-da-índia, e gengibre
. Vitamina D
. Evitar o sal em excesso, o trigo e os demais cereais com glúten, a lactose e os açúcares

Seja qual for o seu estado de saúde atual, pode sempre melhorá-lo!
Se fizer as escolhas certas, conseguirá viver melhor e ser mais saudável. Não tem de fazer o que os outros fazem! Não se resigne a tomar medicamentos para o resto da vida. Há sempre possibilidades de recuperação. O organismo tem um potencial de cura fenomenal, que apenas aguarda por aquilo que uma excelente nutrição tem para oferecer.



Deixar uma resposta


error: