Sal, sódio e os rótulos

Sal, sódio e os rótulos

No The Cru refinados não entram!
Sal marinho ou Flor de sal são as nossas opções.
Contêm muito mais minerais e nutrientes, para além de não serem submetidos a processos de refinamento, como o sal de cozinha comum.

Grande parte dos consumidores desconhece que Cloreto de sódio é o nome científico de sal.
A maioria dos alimentos embalados contém sódio, daí que seja tão importante saber interpretar os rótulos. Estes, no lugar do sal, muitas vezes costumam falar em gramas de sódio (E para transformar uma quantidade de sódio em sal é preciso multiplicar o valor por 2,5).

É também importante explicar a diferença entre o sal marinho ou integral e o sal refinado.

O sal marinho ou integral preserva todos os minerais que a água disponibiliza ao sal, logo para além do“inimigo” sódio, no sal marinho ou integral encontram‐se também cerca de 84 elementos, entre os quais: iodo, enxofre, bromo, magnésio, potássio, cálcio, etc. os quais são perdidos durante o processo de refinamento. Esta composição torna‐o num alimento mais equilibrado. Uma vez que a presença do potássio equilibrará o sódio lá presente.

O sódio equilibra o meio aquoso do nosso corpo facilita a troca de água entre as células e o seu meio externo, ajudando na absorção de nutrientes e na eliminação de detritos. O sódio é necessário na transmissão dos impulsos nervosos e na contração muscular, inclusive nas batidas do coração. Aliás neste equilíbrio das batidas cardíacas tanto o sódio quanto o potássio são essenciais. Já o sal refinado apenas contém sódio, sob a forma de cloreto de sódio.
O sal refinado pode‐se encontrar sob a forma de sal grosso ou fino. O sal marinho ou integral encontra‐se mais comumente sob a forma de sal grosso, tendo um aspeto mais húmido e com uma coloração mais branco/transparente.

Sabe-se que o consumo excessivo de sal tem como consequência uma maior retenção de líquidos no nosso organismo, levando a um aumento da pressão arterial, resultando isto num esforço acrescido por parte do coração para que consiga bombear o sangue para todas as partes do organismo.O arrastamento desta situação por vários anos leva a que haja um endurecimento das paredes das artérias e sobrecarga do coração, condições estas que predispõem para as doenças cardiovasculares como enfarte do miocárdio, acidente vascular cerebral, hipertensão arterial, arteriosclerose, entre outras.

A eliminação do consumo de sal refinado em detrimento do sal marinho ou integral, é algo simples de praticar, uma vez que se encontra facilmente e que tem também um custo reduzido. Esta fará toda a diferença no número de vítimas de doenças cardiovasculares, reduzindo significativamente este número e melhorando a qualidade de vida das pessoas em geral.

Assim, pela sua saúde evite um consumo excessivo de sal. Substitua-o por ervas aromáticas na confecção dos alimentos 



Deixar uma resposta


error: